Playmaker - by zerozero.pt, maior base de dados do mundo de Futebol

Error message here!

Error message here!

Esqueceu-se password?

Perdeu a password? Introduza o seu endereço de email. Irá receber um link para criar uma nova password.

Error message here!

Voltar ao login

PolóniaPolónia
PortugalPortugal
ItáliaItália
PortugalPortugal
AlemanhaAlemanha
RússiaRússia
O meu mundo aos quadrados
José Pedro Pais
2018/10/26 16:19
E2
"O meu mundo aos quadrados” é uma coluna de opinião que pretende fugir ao império comunicacional dos três grandes, sob a perspetiva de um adepto do futebol pela positiva, profissional e transparente, que por acaso é boavisteiro.

Podia bem ser o tema de uma dissertação astrofísica mas, neste caso, aplicar-se-á ao futebol português e à impossibilidade de retenção de talentos por parte dos clubes portugueses.

Tenho por base da minha análise um exemplo que me é querido, o de Gonçalo Cardoso, que por jogar no Boavista me enche particularmente de orgulho e que acredito que acabará por conquistar em breve o gáudio da maioria dos portugueses, dada a sua extraordinária qualidade.

O Gonçalo, para quem ainda não o conhece, trata-se de um jovem defesa central português (com 18 anos cumpridos no fim-de-semana passado) que se estreou pela equipa principal do Boavista no jogo contra o Desportivo das Aves, no qual foi o melhor jogador em campo.

O Gonçalo destacou-se muito para além da mera fortuitidade do título de jogo, demonstrando uma imensa qualidade técnica aliada a uma incomum maturidade num jogador da sua idade.

A graciosidade com que aborda os lances sem cair na tentação da falta, o tempo de tackle e de salto perfeito, o posicionamento linear, a forma como sai a jogar e, inclusive, a aparente capacidade de liderança fazem dele uma verdadeira estrela em ascensão no futebol português.

Nas palavras de Jorge Simão “estamos perante um caso muito sério de aparecimento de um valor seguro no futebol em Portugal”, tão seguro que na semana seguinte estreou-se nas convocatórias para a selecção de sub-19.

O Boavista fez imediatamente o que lhe competia: renovou o seu contrato por 3 anos com uma cláusula de rescisão de 12M€.

Coloca-se então a questão original desta crónica: podia o Boavista fazer algo mais?

Na minha opinião, não.

Hoje em dia existe uma enorme procura de jovens jogadores de qualidade por parte dos clubes por uma simples razão (semelhante a tantos outros sectores da sociedade):

Especulação.

Comprar jovens jogadores tornou-se uma espécie de gambling para os clubes médios e pequenos na esperança de virem a obter ganhos económicos numa futura venda.

Se juntarmos a fome com a vontade de comer - por referência à fragilidade económica dos clubes portugueses e do Boavista em particular - facilmente concluímos que será muito difícil neste caso para o clube manter o jogador nos seus quadros e usufruir do seu talento por muito tempo.

Em suma, a falta de capacidade económica e a fraca competência do dirigismo português são, na minha opinião, os maiores problemas do futebol português e sobre os quais, estranhamente, pouco ou nada se fala.

Somos um país cheio de treinadores de bancada e árbitros de bancada mas com falta de presidentes de bancada.

P.S.: A todos aqueles que gostam de ler artigos interessantes sobre futebol, recomendo vivamente a visualização das conferências da World Football Summit 18 (WFS) no youtube, com especial atenção para a de Javier Tebas – Presidente de La Liga – acerca da centralização dos direitos televisivos:

https://www.youtube.com/watch?v=L9WV1u-6NS4&list=PLETKZgwMfWSwyDKaaTtgEInn5LWsEJPlA&index=9

 Profissionalismo.



Comentários (2)
Gostaria de comentar? Basta registar-se!
motivo:
AN
enfim
2018-11-07 11h38m por andromeda1
Este espaço de opinião é mesmo só para rotos. Veja-se a pandilha. . . . . Guimaraes Belenenses, Boavista Lol
BM
. . .
2018-10-27 04h17m por bmgb_bmgb
A única maneira de segurar estrelas em Portugal passa pela melhoria da qualidade da Liga, bem como por melhores resultados nas competições europeias. Este não é o tipo de coisa, infelizmente, que possa mudar de um dia para o outro, e também não é apenas uma questão que se aplique a clubes de menor dimensão financeira, como o Boavista, visto que também acontece recorrentemente com os 3 grandes. É por isso um problema geral do futebol português, que praticamente desde sempre assumiu uma ...ler comentário completo »
OPINIõES DO MESMO AUTOR
A percepção de Justiça em Portugal tem evoluído significativamente ao longo dos últimos anos. A assinalável coragem da actual PGR que “chamou ...
11-09-2018 12:48E14
O paradigma comunicacional no futebol português tem-se vindo a alterar profundamente ao longo dos últimos anos. Portugal, um país fértil em talento ...
28-08-2018 14:15E6
Anteontem passei pelo Bessa. Bem sei que a equipa estava ausente - já em estágio na Madeira - mas esta visita inusitada (com a desculpa da apresentação do nosso ...
29-07-2018 11:07E1
Opinião
O Caldeirão
Rodrigo Correia
A preto e branco
Luís Cirilo Carvalho
Mete lá Pra Cima
Bruno Matias
A preto e branco
Luís Cirilo Carvalho
O meu mundo aos quadrados
José Pedro Pais