Segue o canal do youtube do zerozero.pt

Error message here!

Error message here!

Esqueceu-se password?

Perdeu a password? Introduza o seu endereço de email. Irá receber um link para criar uma nova password.

Error message here!

Voltar ao login

FeirensePortugal
PortugalMarítimo
GalatasarayTurquia
PortugalFC Porto
BenficaPortugal
GréciaAEK
Sub-17
Destaque
Título faz 15 anos

18 portugueses campeões europeus de sub-17 em 2003: O que é feito deles?

2018/05/17 12:03
Texto por Hugo Filipe Martins com Rodrigo Coimbra
E0

Há 15 anos, no Estádio do Fontelo, Portugal sagrava-se campeão europeu de sub-17. O zerozero decidiu voltar atrás no tempo e ver como foi o trajeto dos jogadores que, a 17 de maio de 2003, derrotaram a Espanha e acabaram a levantar o troféu de campeão da Europa.

A equipa era treinada por António Violante, técnico de 62 anos que desde 2014 deixou as funções de treinador terminando como selecionador feminino. O capitão era Miguel Veloso, na altura defesa-central, um dos jogadores que teve uma carreira mais recheada a nível de seleções.

Moutinho passou de menos utilizado a jogador com mais internacionalizações ©Global Imagens / Filipe Amorim
No total, foram seis os jogadores que chegaram à seleção principal, uns com um trajeto mais extenso - João Moutinho (107 jogos), Miguel Veloso (56 jogos) e Vieirinha (25 jogos) -, outros com menor regularidade - Paulo Machado (6 jogos), Hélder Barbosa (1 jogo) e Tiago Gomes (1 jogo). Dos seis que chegaram à seleção principal, dois sagraram-se campeões europeus em 2016 - João Moutinho e Vieirinha.

Ao contrário de algumas gerações, esta foi uma fornada de relativo sucesso no que toca à chegada à Primeira Liga. Dos 18 jogadores, apenas quatro não chegaram a pisar os palcos do principal escalão do futebol português, são eles: Pedro Freitas (atualmente no Vilaverdense), Márcio Sousa (joga no Moncarapachense), Paulo Ricardo (representa o Neves FC) e Tiago Costa (retirado).

Um trajeto que também passou pelos milhões

Os 15 anos da conquista em Viseu passaram rápido e, certamente, alguns jogadores não terão alcançado alguns sonhos que tinham na altura, ainda assim o trajeto futebolístico é de respeito e merece também uma análise.

Dos selecionados de António Violante, João Moutinho (curiosamente o jogador de campo com menos minutos no Europeu sub-17) e Miguel Veloso ainda jogam em campeonatos mediáticos, como são o francês e italiano, respetivamente. Mas não foram os únicos a ter sucesso.

Miguel Veloso foi o capitão português e continua a jogar num campeonato do top 5 ©FPF/Francisco Paraíso
O trajeto de Mário Felgueiras na Roménia permitiu-lhe jogar na Liga dos Campeões, onde também jogaram Paulo Machado (ao serviço de Olympiacos e Dinamo Zagreb), Vieirinha (no FC Porto e no Wolfsburgo), Hélder Barbosa (Sporting de Braga), Bruno Gama (Dnipro) Tiago Gomes (Zaglebie Lubin) e Carlos Saleiro (no Sporting). Além da Liga Milionária, jogadores como João Coimbra, João Pedro e João Dias atuaram na Liga Europa.

A carreira futebolística é efémera e, por isso, há alguns campeões europeus que já não pisam os relvados. Vítor Vinha, Manuel Curto e Carlos Saleiro já abandonaram o futebol.

Nomes sonantes também passaram pelo Norte de Portugal

Portugal levantou o troféu, mas os seus adversários também tinham jogadores a ter em conta, alguns deles afirmaram-se em definitivo no mundo do futebol e, esta época, até há um jogador presente da final da Liga dos Campeões. James Milner, médio do Liverpool, estava presente na seleção inglesa que foi eliminada por Portugal nas meias-finais da prova, mas não só.

David Silva foi um dos jogadores presentes na competição ©Getty / Juan Manuel Serrano Arce
Em Inglaterra, jogadores como Steven Taylor, Aaron Lennon e Huddlestone fizeram boa carreira. No país vizinho, que saiu de Viseu com a medalha de segundo lugar, estavam nomes como Roberto (ex-Benfica), David Silva e Jurado, além de David Rodríguez, avançado que joga no Osasuna e foi o melhor marcador da competição com cinco golos. Na Itália jogavam Criscito e Giuseppe Rossi, na Áustria jogou o lateral Christian Fuchs, que se sagrou campeão pelo Leicester, e na Hungria atuou o melhor jogador dos últimos tempos daquele país: Balazs Dzudzsák.

Portugal
Mário Felgueiras
NomeMário Jorge Quintas Felgueiras
Nascimento1986-12-12(31 anos)
Nacionalidade
Portugal
Portugal
PosiçãoGuarda Redes
Fotografias(27)
Liga NOS: Sporting x Pacos Ferreira
Liga NOS: Sporting x Pacos Ferreira
Comentários (0)
Gostaria de comentar? Basta registar-se!
motivo:
EAinda não foram registados comentários...
APOSTAS EM DESTAQUE
1Escolha quanto quer apostar
Aposto
2Escolha suas apostas
OUTRAS NOTÍCIAS
Liga Portuguesa
Destaque
Veja o top-10, separado por três golos apenas
Há mudança de artilheiro no campeonato português. Depois de várias jornadas com Dyego Sousa a comandar a tabela, Bas Dost tem tido perícia na ...
ÚLTIMOS COMENTÁRIOS
LA
Las 10-12-2018, 12:02
RI
RicardoCosta1995 10-12-2018, 11:58
BR
Braguilha__comedia 10-12-2018, 11:56
BR
Braguilha__comedia 10-12-2018, 11:54
RI
RicardoCosta1995 10-12-2018, 11:54
pedrobalo 10-12-2018, 11:52
RR
rravv 10-12-2018, 11:49
PE
PERAMANCA 10-12-2018, 11:49
otario007 10-12-2018, 11:48
toysrus 10-12-2018, 11:47
SO
Soueu1992 10-12-2018, 11:40
RR
rravv 10-12-2018, 11:40
BR
Braguilha__comedia 10-12-2018, 11:20
toysrus 10-12-2018, 11:18
BR
Braguilha__comedia 10-12-2018, 11:17
track194 10-12-2018, 11:16